Notícia: CAASP prorroga vacinação contra gripe na sede até 21 de junho

Quarta-Feira, 31 de Maio de 2017

CAASP prorroga vacinação contra gripe na sede até 21 de junho

A CAASP prorrogou a Campanha de Vacinação contra a Gripe em sua sede até o dia 21 de junho. A partir de agora, a ação preventiva ganha um diferencial: as doses estão disponíveis também para pais, filhos (sem limite de idade), enteados, netos, bisnetos, avós e sogros dos advogados. O preço é o mesmo para todos, sem exceção: R$ 65,00, valor equivalente a um terço do que se cobra em média nas clínicas particulares de vacinação. A vacina aplicada é a quadrivalente, que imuniza contra quatro tipos de vírus da gripe, inclusive o H1N1.

As guias podem ser obtidas antecipadamente pela internet (clique aqui) ou retiradas no local. A sede da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo fica na Rua Benjamin Constant, 75, Centro, São Paulo (SP), e a vacinação ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 12h30 às 18h

De 17 de abril a 26 de maio, a Campanha CAASP de Vacinação contra a Gripe percorreu todas as subseções da OAB-SP, tendo alcançado mais de 30 mil advogados. Na campanha de 2016 houve uma corrida no acesso à vacinação, o que gerou enorme e por vezes perturbada insatisfação daqueles que não conseguiram se vacinar. A falta decorreu da única circunstância de que as encomendas foram realizadas antes de se conhecer o cenário de riscos que foi propalado pela mídia naquele ano, que, felizmente não se concretizou.

De qualquer forma, vale dar ouvidos ao presidente da CAASP, Braz Martins Neto, quando afirma que “a vacina é indispensável para que não sejamos surpreendidos pela gripe, uma doença que prejudica a rotina de trabalho e pode trazer consequências graves”.

“A Caixa continua a privilegiar a medicina preventiva, subsidiando ações como esta, que são na verdade a forma mais barata e eficaz de se cuidar da saúde”, salienta o vice-presidente da entidade, Arnor Gomes da Silva Júnior.

A vacina contra gripe não pode ser administrada em indivíduos com histórico de reação alérgica a componentes do ovo, timerosal (Merthiolate), neomicina e em estado febril. Passada a fase da febre, a vacina pode ser aplicada normalmente.

Nas primeiras 48 horas após a aplicação, podem surgir reações locais como dor leve, vermelhidão ou endurecimento no local da aplicação e, na pior das hipóteses, febre baixa. O início da proteção dá-se entre o décimo e o décimo-quarto dia após a aplicação.

A gripe é uma doença altamente contagiosa, transmitida por gotículas respiratórias que facilmente se disseminam no meio ambiente, ações simples como lavar as mãos e evitar tocar boca e nariz podem evitar contaminação com o vírus influenza. Como muitas vezes não se pode evitar o contato com pessoas infectadas, a solução mais eficaz é tomar a vacina, indicada pela OMS (Organização Mundial de Saúde) como maneira efetiva de se prevenir contra a doença, que pode mudar a rotina de vida do paciente e determinar a ausência ao trabalho.

“Mesmo a gripe comum, e não apenas a H1N1, chamada de gripe suína, apresenta alguma taxa de mortalidade”, alerta Sizenando Ernesto de Lima Júnior, consultor- médico da CAASP.


+ Mais Notícias