.

Notícia: Direito Médico certificado pela Universidade de Coimbra: ainda é possível se inscrever

Quinta-Feira, 7 de Junho de 2018

Direito Médico certificado pela Universidade de Coimbra: ainda é possível se inscrever

Ainda dá tempo de se inscrever no curso “Direito e Medicina” da Medicine Cursos, parceira da CAASP no campo educacional, que começa em julho. Essa pós-graduação lato sensu em Direito Médico, que confere certificado da Universidade de Coimbra, conta com 70 horas de aula organizadas em três módulos, a custo de R$ 5,2 mil (já aplicados os 20% de desconto do convênio) para os profissionais inscritos na OAB-SP, com opção de parcelamento em até oito vezes sem juros.

A programação divide-se entre os dias 5, 6 e 7 de julho; 2, 3 e 4 de agosto; e 6, 7 e 8 de setembro. As aulas ocorrem no Milenium Centro de Convenções, à rua Dr. Bacelar, 1.043, Vila Clementino, em São Paulo. As inscrições devem ser feitas em www.posdireitomedico.com.br, validando-se o cupom de desconto (DIREITO20). É imprescindível o envio da cópia da carteira da OAB/SP. Mais informações, pelo telefone (11) 9 5490-9064.

“Direito e Medicina” será inaugurado com uma conferência com o professor André Dias Pereira, da Universidade de Coimbra. No primeiro módulo serão abordados conceitos fundamentais sobre Direito e Medicina e temas como “Responsabilidade Civil do Médico e Equipes”, “Prestação de Assistência à Saúde”, “Sistemas de Saúde no Mundo e o Sistema Único de Saúde / Brasil”, “Direito Penal Médico em Portugal”, “Responsabilidade Penal do Médico e Equipes”.

Compõem o segundo módulo os temas “O Prontuário Médico”, “Consentimento Informado”, “Reprodução Assistida / Procriação Assistida” e “O Sigilo Médico”.
O terceiro módulo tratará de “Pesquisa Científica e a Experimentação com Seres Humanos / Ensaios Clínicos e de Medicamentos”, “Telemedicina”, “A medicina na Era Informacional”, “Terminalidade da Vida: Eutanásia, Distanásia e Ortotanásia”, “Noções Fundamentais de Propriedade Intelectual do Domínio Farmacêutico” e “Deontologia Médica e Disciplinar”.


+ Mais Notícias