.

Notícia: Coral OAB-CAASP homenageia padroeiro da advocacia

Quinta-Feira, 10 de Maio de 2018

Coral OAB-CAASP homenageia padroeiro da advocacia

O Coral OAB-CAASP faz apresentação especial no próximo dia 18 de maio, às 19h, na Igreja de Santo Ivo (Largo da Batalha, 189, Ibirapuera, São Paulo). A exibição ocorrerá junto a tradicional missa de louvor e homenagem ao santo francês padroeiro dos advogados, que faleceu em 19 de maio de 1303, aos 50 anos, de causas naturais. O ato religioso é uma realização conjunta da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo, da seção paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), da Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) e do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP).

Regido pelo maestro José Antunes da Silva Filho o Coral OAB-CAASP tem sido responsável por exibições marcantes, algumas das quais ficarão na memória da advocacia. Seu vasto e eclético repertório reúne canções clássicas da Música Popular Brasileira, obras eruditas, temas religiosos, “spirituals” americanos e temas natalinos.


O advogado dos pobres

Yves Hélory de Kermartin é o nome verdadeiro de Santo Ivo, canonizado pelo Papa Clemente VI, em 1347, 44 anos após sua morte em 19 de maio de 1303.

Santo Ivo nasceu em 17 de outubro de 1253 em Bretanha, na França. Era filho de nobres e por isso foi sagrado cavaleiro já aos 14 anos. Estudou Teologia, sendo aluno de São Tomás de Aquino. Bacharelou-se também em Direito Civil e Direito Canônico.

Depois de iniciar profundos estudos das Escrituras, Velho e Novo Testamento, tornou-se franciscano. Passou então a dedicar sua vida à defesa dos miseráveis e oprimidos, doando a eles todos os seus objetos pessoais de valor.

O solar que herdou dos pais foi transformado em hospital e asilo para velhos e crianças abandonadas. Lá também estabeleceu seu escritório, onde atendia os mais carentes. Não houve advogado de mais renome, nem pessoa mais estimada em toda a Bretanha. Atuava em todo tipo de litígio, contratos, heranças, casos matrimoniais, menos em processos criminais. É de Santo Ivo “os dez mandamentos dos advogados”, considerado como um sintético tratado de deontologia da profissão.

Santo Ivo está sepultado na Catedral de Tréguier.


+ Mais Notícias